Sapato e história - Programa Tudo Posso

23:01 Murilo Grilo 0 Comments

Detalhe que faz a diferença.



Os sapatos têm a finalidade de proteger os pés, correto?  Hoje essa peça não tem mais apenas essa finalidade, o sapato transcendeu  e hoje é um acessório de estilo, tendo também uma função social.



Mas você sabe qual a história do sapato? Como ele surgiu e como é pensando cada detalhe para melhorar o conforto dos nossos pés?






Existem registros que dizem que a história do sapato começou a partir de 10 mil a.C., no final do período Paleolítico.

No antigo Egito, eram usadas sandálias de palha, papiro ou fibra de palmeira e só os nobres possuíam sandálias.

Na Mesopotâmia era muito comum a utilização de sapatos de couro cru, amarrados nos pés por tiras do mesmo material, os coturnos eram símbolos de alta posição social.

Na Roma antiga, o calçado indicava a classe social, os Cônsules usavam sapatos brancos, os Senadores sapatos marrons presos por tiras pretas de couro atado.

Na Idade Média, usavam sapatos de couro abertos, como sapatilhas e botas altas e o material mais utilizado era a pele de vaca.



Paradoxalmente, a compra de um sapato é realizada com extremo cuidado pela maioria dos homens, embora os motivos que chamem a atenção tenham diferenças importantes entre os gêneros. Nem sempre a qualidade do sapato é levada em conta pelos homens, mas o valor que essa peça do vestuário significa para a sociedade em geral.

Sendo assim na Europa no século XIX e XX, se estendendo até hoje, na Inglaterra e França, um par de sapatos indica o grau de civilidade, a segurança econômica e o gosto impecável de quem calçam.



A crença de que os calçados masculinos de origem européia refletem a supremacia moral dos homens bem sucedidos. Por outro lado, a participação dos calçados esportivos com a introdução no mercado masculino do tênis, valorizou durante o século XX, o ideal norte-americano de competitividade, força e juventude.

Essas referências, sendo o clássico europeu ou calçado esportivo norte-americano, vêem dividindo e estruturado os valores do mercado de calçados masculinos nos tempos de hoje.
Esses dois estilos de sapatos se constituíram historicamente sendo o Dândismo a criar a nova imagem do homem urbano, com sua origem no final do século XVIII no vestuário da aristocracia inglesa. Banindo o exagero da vestimenta de babados e brocados.

Um novo homem surge com uma postura mais elegante. Com acabamentos nas peças, a qualidade dos materiais começa a ser notado como característica principal, o ideal do período era manter uma postura atemporal, de uma elegância que os modernos iriam denominar de anônima e discreta.

Os calçados masculinos são resumidos até hoje em cinco tipos especiais:

Oxford – original da Inglaterra, 1640.


Derby – também de amarrar, século XIX.


Bota Social – Do trabalho a festa.


Loafer – mais desestruturado, com sua origem na Noruega .


Mocassin – originário dos índios norte-americanos e canadenses, século XX.


O século XX foi o período da sedimentação dos processos da revolução industrial, caracterizando a simplicidade e a padronização juntando-se aos ideais das vanguardas modernas.

O mocassin é um modelo de calçado que agrada a quase todos os homens hoje em dia, referência de estilo e personalidade.

A história do mocassin teve suas raízes nas tribos indígenas, com finalidade de proteger os pés, mas para sentir o chão ao mesmo tempo.  Eram usados em caçadas, a palavra “Mocassin” vem da palavra “Makasin” que significa sapato de língua, da tribo que criou o sapato.

O Mocassin é um coringa no guarda-roupa masculino, pode ser usado com diversos tipos de roupas e estilo, deve ser usado sem meia, pode ser combinado com bermudas e calças.


DICAS DE COMO CONSERVAR OS SEUS SAPATOS:




COURO: um material muito versátil e de uma longa durabilidade (se cuidado corretamente), para limpeza simples, como poeira ou algum resíduo de fácil remoção use o pano seco ou uma esponja seca.

Nunca lave ou deixe de molho o seu sapato de couro, se por algum acaso tenha molhado, deixe secar naturalmente, nunca deixe exposto ao sol.

Hidratação: da vida ao seu sapato, é bom sempre fazê-la, com cremes hidratantes específicos ou mesmo um creme corporal.

CAMURÇA: uma textura perfeita, que mancha sem querer.  A resposta é fácil, nunca use água! Pois espalha a sujeira e mancha.

Alguns produtos caseiros são permitidos para a manutenção do seu calçado de camurça e algumas são muito interessantes:

Creme Hidratante de Cabelo e Condicionador de cabelo são algumas formas de limpar o seu calçado e devolver a maciez da camurça (sempre em pequenas quantidades, aplique em uma esponja, depois passe na região suja).

Manchas difíceis: Se a mancha ainda insistir, utilize o VINAGRE BRANCO e a BORRACHA, o vinagre ajudará a remover a sujeira (umedeça um pano com água e vinagre e esfregue no local).

A borracha também serve para fazer a limpeza no seu sapato de camurça de tons claros, simplesmente apague a mancha com ela.

São dicas simples e de fácil acesso que você poderá fazer em casa mesmo!

Referência utilizada: http://cienciaecultura.bvs.br

0 comentários: